Vó coruja, 3 irmãos, pais: clima familiar marca torneio de natação em Prudente

Crianças correndo de um lado para o outro, muito barulho, pais de olho nos filhos, aquela bagunça organizada… não, não é um almoço de domingo na casa da vó, é a primeira etapa do Torneio Regional Petiz a Sênior e do Circuito Pré-Mirim e Mirim, realizada neste sábado (11), em Presidente Prudente. Como de costume, o ambiente familiar predominou mais uma vez neste campeonato de natação, que reuniu 145 nadadores de seis clubes e marcou a estreia da equipe prudentina na temporada.

Família de Andradina, natação, Torneio Regional Petiz a Sênior, Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Família de Andradina unida no Torneio Regional Petiz a Sênior (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)

Disputas do Torneio Regional Petiz a Sênior e do Circuito Pré-Mirim e Mirim vão além da briga por medalhas e ajudam a fortalecer os vínculos familiares; veja fotos

Uma das primeiras provas do dia já demonstrava que o objetivo da competição ia além dos resultados. Por volta das 9h, a pequena Maria Eduarda Stachissini, de apenas 7 anos, foi chamada para se posicionar. Ao lado dela, nenhuma adversária. Porém, isso era o que menos importava, pois ela queria superar a si mesma. Recebeu bastante incentivo da torcida e dos demais nadadores. O sinal foi dado, e Maria Eduarda pulou na água. Com as braçadas no seu ritmo, encontrou algumas dificuldades naturais da idade, mas seguiu em frente, percorreu os 25m e completou a prova. Sob aplausos, recebeu ajuda de uma das árbitras para conseguir sair da piscina e abriu um belo sorriso, já do lado de fora da piscina (veja na sequência de fotos abaixo).

Francisca Ferreira, natação de Prudente, Torneio Regional Petiz a Sênior (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Dona Francisca acompanha o neto Cauã Antônio no evento (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)

Maria Eduarda é a caçula de Cynthia, que foi uma das juízes da competição. Além da pequena, os dois irmãos também competiram em Prudente: Maria Júlia, de 13 anos, e Carlos Eduardo, de 15. Quarteto que saiu de Andradina (SP) por volta das 5h para manter a tradição da família.

– Desde a geração dos meus avôs que somos apaixonados pela natação. Minha mãe incentiva bastante a gente no esporte. É mais gostoso viajar para um torneio ao lado da família do que ir sozinho – falou Carlos Eduardo, enquanto Maria Júlia cuidava de Maria Eduarda, que estava agitada, como a maioria das crianças de sua idade.

– Fico me dividindo entre cuidar dela e focar na competição – falou a nadadora de 13 anos, sem demonstrar nenhum incômodo pelas duas tarefas.

O evento também teve a participação de outra Maria Eduarda, mas da família Ferreira. A dona Francisca acompanhou ela e o outro neto, Cauã Antônio. A vó coruja é de Prudente e faz parte de um grupo de cerca de 15 pais, que tem até uniforme e acompanha a molecada em eventos em casa e em outras cidades.

Maria Eduarda, Torneio Regional Petiz a Sênior, natação, Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Maria Eduarda se posiciona para pular na água (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)

– Sou muito orgulhosa dos dois e vou incentivá-los até quando Deus quiser. Há uns dois anos nós estamos juntos acompanhando eles. O ônibus vai na frente e a gente vai atrás, de van – disse a bem-humorada dona Francisca, que tem até um caderninho onde anota o desempenho dos netos.

– É para eu cobrar depois, ver se eles estão evoluindo – completou, aos risos.

Quem também não desgruda do caderno para registrar os tempos dos competidores é o técnico da equipe de Prudente, o Pepe. Paizão com 45 “filhos” no campeonato, ele cobra, grita, incentiva, comemora junto e até beija a testa de um dos pupilos, que chega ao seu lado para expressar a emoção pela prova concluída.

– Um dos objetivos deste torneio regional é justamente esta integração, essa socialização entre os pais, familiares e atletas. Além do objetivo de difundir a modalidade, as metas são revelar novos valores e trazer toda comunidade para dentro do esporte. Esta integração treinador, atletas e pais é fundamental para o desenvolvimento das crianças, e a vibração dos pais na torcida é o grande barato das competições de natação.

Maria Eduarda, Torneio Regional Petiz a Sênior, natação, Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Maria Eduarda dá as braçadas rumo à conclusão da prova (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)
Maria Eduarda, Torneio Regional Petiz a Sênior, natação, Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Pequena de Andradina é auxiliada na hora de sair da água (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)
Maria Eduarda, Torneio Regional Petiz a Sênior, natação, Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Maria Eduarda solta o sorriso para comemorar o objetivo alcançado (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)
Caderno de anotações, natação de Prudente, Pepe (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Resultados dos nadadores de Prudente são anotados em caderno (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)
Torneio Regional Petiz a Sênior, natação de Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Mães e avó apoiam filhos e netos e têm até uniforme (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)
Torneio Regional Petiz a Sênior, natação de Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Cerca de 150 nadadores caem na água em Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)
Torneio Regional Petiz a Sênior, natação de Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Competidores aguardam o balizamento das provas (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)
Torneio Regional Petiz a Sênior, natação de Prudente (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)Torneio Regional Petiz a Sênior é dividido em 10 etapas (Foto: João Paulo Tilio / GloboEsporte.com)
Por João Paulo Tilio – TV Fronteira – 11/03/2017 13h36